O índice do reajuste de aluguel

De acordo com divulgação feita nesta quinta-feira (28/01), pela Fundação Getúlio Vargas, o IGP-M de janeiro de 2021 registrou alta de 2,58%. Com esse resultado, o acumulado dos últimos 12 meses fica em 25,71%. O IGP-M é o índice padrão usado pelo QuintoAndar no reajuste dos contratos de aluguel firmados com propostas feitas até o dia 25/11/2020. Nos contratos firmados com propostas feitas a partir de 26/11/2020, o QuintoAndar passou a adotar o IPCA como referência no reajuste de aluguel.

Pra você entender um pouco mais sobre como a nossa calculadora funciona, aqui vai a explicação. Por exemplo, pra atualizar um aluguel de R$ 1.500,00 com vencimento em fevereiro de 2021, com base no índice de 25,71% do IGP-M de janeiro, basta multiplicar seu valor por 1,2571 (R$ 1.500,00 X 1,2571). O resultado: R$ 1.885,65. E este passa a ser o valor que vai vigorar mensalmente até o próximo reajuste, daqui a 12 meses.

No entanto, por conta do contexto econômico atual e da forte alta do IGP-M, o QuintoAndar tem atuado para facilitar a negociação de reajuste entre inquilinos e proprietários, além de entrar em contato com os donos de imóveis sugerindo a aplicação proativa de taxas menores na correção dos aluguéis. A decisão, porém, é inteiramente dos proprietários.